Diferenças entre o Método Montessori e outros tradicionais

Diferenças Fundamentais entre o método Montessori e os Outros Métodos tradicionais de Ensino.

O Método Montessori como é chamado, ou pedagogia Montessoriana relaciona-se à normatização (consiste em harmonizar a interação de forças corporais e espirituais, corpo, inteligência e vontade).

diferenças método montessori escola prismaEscolas que adotam o Sistema Montessoriano são difundidas pelo mundo inteiro. O método Montessoriano tem por objetivo a educação da vontade e da atenção, com o qual a criança tem liberdade de escolher o material a ser utilizado, além do método proporcionar a cooperação.

Os princípios fundamentais do sistema Montessori são: a atividade, a individualidade e a liberdade. Enfatizando os aspectos biológicos, pois, considerando que a vida é desenvolvimento, achava que era função da educação favorecer esse desenvolvimento.

Os estímulos externos formariam o espírito da criança, precisando portanto, serem determinados. Assim, na sala de aula, a criança era livre para agir sobre os objetos sujeitos à sua ação, mas estes já estavam preestabelecidos, como os conjuntos de jogos e outros materiais que desenvolveu.

A pedagogia de Montessori insere-se no movimento das Escolas Novas, uma oposição aos métodos tradicionais que não respeitavam as necessidades e os mecanismos evolutivos do desenvolvimento da criança. Ocupa um papel de destaque neste movimento pelas novas técnicas que apresentou para os jardins de infância e para as primeiras séries do ensino formal.

O material criado por Montessori tem papel preponderante no seu trabalho educativo pois pressupõem a compreensão das coisas a partir delas mesmas, tendo como função a estimular e desenvolver na criança, um impulso interior que se manifesta no trabalho espontâneo do intelecto.

Apesar de criado há 107 anos, a maioria dos pais em busca de uma escola para seus filhos não sabem ao certo quais são as vantagens de se estudar em uma escola que utiliza o método de ensino criado por Maria Montessori (1870-1952).

Nestas escolas, o aluno constrói o seu próprio conhecimento, não tendo que decorar, e sim aprender. “Toda a base de ensino numa Escola Montessori vem de materiais concretos.

Classes Agrupadas, isso mesmo, em vez de organizados em séries, por idade, como acontece em colégios tradicionais, dentro do sistema Montessori, os alunos são organizados por idades e habilidades, misturados em classes, chamadas de agrupamentos: de 0 a 3 anos; 3 a 6; 6 a 9; 9 a 12; 12 a 15, e 15 a 18.

O professor como facilitador, constante interação e o professor funciona como um facilitador e guia para pesquisas, não como um “mestre”, o centro das atenções. “Não existe mesa do professor. Ele se senta junto aos alunos, pois faz parte do grupo, e deve estar atento à organização do ambiente, para que as necessidades e curiosidades dos alunos sejam atendidas.

Não é uma relação em que o estudante seja passivo. O professor está sempre atento ao desenvolvimento espontâneo e ativo dos alunos.

Vejamos agora algumas das Principais diferenças entre o método Montessori e outros métodos de ensino…

MÉTODO MONTESSORI ABORDAGEM TRADICIONAL
A ênfase é no desenvolvimento cognitivo e social A ênfase é no desenvolvimento social
O professor tem um papel discreto na sala de aula O professor é o centro da sala de aula como um “controlador”
O método cria um ambiente para incentivar a auto-disciplina O professor impõe a disciplina
Motivação própria e processo de aprendizagem centrado na criança Ênfase nas notas, punições e recompensas como motivação
Salas com idades misturadas, onde as crianças aprendem observando os colegas Estudantes agrupados cronologicamente para se adequar ao planejamento dos professores
Agrupamento incentiva as crianças a ensinar e ajudar uns aos outros A maior parte do ensino é feito pelo professor
Criança escolhe próprio trabalho Atividades estruturadas para a criança
Criança funciona, desde que ele deseja no projeto escolhido Criança geralmente atribuído tempo específico para o trabalho
Criança descobre próprios conceitos a partir de materiais de auto-aprendizagem Criança é guiada aos conceitos de professor
Criança define próprio ritmo de aprendizagem ritmo Instrução normalmente definido pelo grupo
Crianças aprendem praticando na sala de aula com a supervisão ou assistência de um professor quando necessário Alunos devem praticar sozinhos e serem graduados por suas lições de casa ou trabalhos não monitorados
Criança reforça a aprendizagem pela repetição e sentimentos de sucesso Aprendizagem é reforçada externamente por repetição e recompensas
O conhecimento é adquirido através de materiais concretos, cientificamente desenhados para acrescentar o pensamento conceitual e levar a abstração O conhecimento freqüentemente consiste em memorização de informações irrelevantes de conhecimentos abstratos não relacionados às experiências diárias das crianças
Criança pode trabalhar onde quiser (e ainda sem perturbar o trabalho dos outros); o trabalho em grupo também é incentivada Criança geralmente atribuído própria cadeira; incentivados a participar, sentar e ouvir durante as sessões de grupo
  • Os testes marcados não levam em consideração a preparação de cada indivíduo. Os estudantes são intimidados e ensinados que passar de ano é mais importante que saber.

 


Início | Método Montessori | Educação Infantil | Ensino Fundamental | Artigos para os Pais | Blog | Alunos Famosos | Maria Montessori | Proposta da Escola | Maria Montessori valoriza o aluno | Dia do Coração | Edu. Infantil e o papel Social | Os Benefícios do Ballet | Jiu-Jitsu Brasileiro | 8 dicas de Educação FinanceiraEducação Financeira na Infância